Lavrador é condenado a 37 anos de prisão por matar anão com 21 facadas no PI

Lavrador é condenado a 37 anos de prisão por matar anão com 21 facadas no PI

Em sua casa foram encontradas, a faca usada para assassinar a vítima, escondida debaixo da pia da cozinha do lavrador.

O lavrador, Adailton da Paz Quirino, natural de São João da Serra, foi condenado há cumprir 37 anos, três meses e três dias de prisão, por assassinar com 21 facadas, o idoso e anão, Antonio Mendes Frazão (72 anos), conhecido como ?Antonio Nanim?. O julgamento aconteceu durante todo o dia da última terça-feira, 08/10, no fórum castelense.

O crime aconteceu dentro da casa da vítima (anão), localizada no centro de São João da Serra, por volta das 07:30h do dia 03 de Maio de 2010.

Antonio Nanim, foi encontrado esfaqueado, ainda vivo, no chão da cozinha de sua casa. Segundo ficou provado no julgamento, o lavrador Adailton da Paz Quirino, estava dentro da cozinha da residência da vítima no momento em que as testemunhas adentraram no local do crime. E a vítima, após ser socorrida até o hospital da cidade de São João da Serra, ao ser indagada sobre quem cometeu o crime, respondeu de imediato que o autor do crime foi o lavrador. Momentos depois de ter dado a declaração sobre o autor das facadas em seu corpo, o senhor Antonio Nanim, veio a falecer.

A declaração da vítima feita antes de morrer, foi testemunhada pelo delegado da época, Wellington e mais duas enfermeiras que estavam realizando os procedimentos médicos. Na época, o lavrador foi preso em flagrante. Em sua casa foram encontradas, a faca usada para assassinar a vítima, escondida debaixo da pia da cozinha do lavrador, e um par de tênis, com manchas de sangue humano.

O julgamento do lavrador, aconteceu das 10:00h da manhã desta última terça-feira (08), e se estendeu até as 19:00h, sob o comando do juiz Dr. Ulysses Gonçalves da Silva Neto. O réu, era representado por seu advogado, Dr. Dimas Batista Oliveira, e como representante do Ministério Público, o promotor de justiça Dr. Maurício Gomes de Sousa (Campo Maior).

O lavrador saiu do Fórum de Castelo do Piauí, algemado e seguiu para a delegacia, onde deverá ser transferido para a Penitenciária Irmão Guido, localizada em Teresina.

Fonte: Campo Maior em Foco