Líder religioso cubano é morto quando chega em casa no Rio de Janeiro

Líder religioso cubano é morto quando chega em casa no Rio de Janeiro

Rafael Zamora Dias estava chegando em casa, no Cosme Velho.

O presidente da Sociedade de Ifá e Cultura Afro-Cubana no Brasil, o cubano Rafael Zamora Dias, de 51 anos, foi assassinado no final da noite de terça-feira (1º), quando chegava em casa, no Cosme Velho, na Zona Sul do Rio. Zamora morava no Brasil desde 1991. Segundo a polícia, parentes contaram que ele vinha recebendo ameaças pela internet e por telefone.

De acordo com a polícia, o assassino atirou várias vezes contra a vítima, que não teve tempo nem de sair do carro. Segundo os policiais, há fortes indícios de que o crime tenha sido passional.

Parentes disseram à polícia que ele vinha recebendo ligações de um suposto marido traído e que há um dossiê com essas ameaças na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) e no Ministério Público. Tempos atrás, Zamora teve um relacionamento com uma mulher casada, que foi descoberto pelo marido dela.

O Ifá é uma religião de origem africana muito difundida em Cuba, que tem semelhanças com o candomblé.

O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios (DH), na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade.

Fonte: g1, www.g1.com.br