Lindemberg já tem contato com presos

Lindemberg passou por um período de observação, comum a todos os presos

O jovem Lindemberg Alves, 22 anos, preso por manter ref?m as meninas Elo? Cristina Pimentel e Nayara Silva, ambas 15 anos, e acusado pela morte da primeira, vai come?ar a ter contato com outros presos da Penitenci?ria II de Trememb?, segundo a advogada Ana L?cia Assadi.

De acordo com a advogada, Lindemberg passou por um per?odo de observa??o, comum a todos os presos. Ainda segundo ela, a partir do pr?ximo final de semana, o jovem poder? receber visitas na penitenci?ria.

O Tribunal de Justi?a de S?o Paulo informou ontem que o juiz Jos? Carlos de Fran?a Carvalho Neto aceitou integralmente a den?ncia feita pelo promotor Ant?nio Nobre Folgado contra Lindemberg pelo seq?estro que durou mais de 100 horas em Santo Andr?, na regi?o do ABC paulista, e acabou com a morte da ex-namorada Elo? Cristina Pimentel da Silva, 15 anos.

De acordo com o Minist?rio P?blico, Lindemberg foi denunciado por homic?dio duplamente qualificado (motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da v?tima) de Elo?; tentativa de homic?dio duplamente qualificado (motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da v?tima) em rela??o ao disparo contra Nayara; e tentativa de homic?dio qualificado (para assegurar a execu??o de crimes) contra o sargento da Pol?cia Militar Atos Antonio Valeriano.

Lindemberg foi, ainda, denunciado cinco vezes por c?rcere privado qualificado em rela??o a Nayara (duas vezes), a Elo? e aos jovens Victor e Iago, mantidos ref?ns no primeiro dos cinco dias do seq?estro. Ele tamb?m foi denunciado quatro vezes por disparo de arma de fogo em lugar habitado.

Lindemberg fez a ex-namorada Elo? Cristina Pimentel da Silva, 15 anos, ref?m no apartamento da fam?lia dela por mais de 100 horas. Ele invadiu o im?vel na tarde do dia 13 de outubro, uma segunda-feira. A adolescente estava no local com a amiga Nayara Rodrigues da Silva, 15 anos, e dois colegas de escola. Os meninos foram liberados naquela noite, e Nayara, no dia seguinte, ap?s 33 horas. Ela retornou ao cativeiro na quinta-feira, onde permaneceu at? o desfecho do seq?estro. A a??o terminou com as duas meninas baleadas. Elo? n?o resistiu e teve morte cerebral confirmada pelos m?dicos no s?bado.

Fonte: Terra, www.terra.com.br