Luiz Antônio, do Flamengo, pagou multa de caminhonete 20 dias após registro de roubo do veículo

Já Luiz Carlos Francisco poderá responder por falsa comunicação de crime.

Vinte dias após o registro do suposto falso roubo da caminhonete Ford Egle V6, ano 2013, de propriedade do jogador do Flamengo, Luiz Antônio de Souza Soares, de 23 anos, ter sido feito na 42ª DP (Recreio), o atleta rubro-negro pagou uma multa do veículo, no valor de R$102, 15. Levantamento feito pelo EXTRA, no sistema de controle de infrações de trânsito do município, revela que a infração foi anotada às 9h53min, no dia 18 de novembro de 2013, na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, e foi paga na data de 31 de janeiro.

A multa anotada por estacionar no passeio, é considerada grave pelo Detran, e tem penalidade prevista de cinco pontos no prontuário da carteira de habilitação.

O registro envolvendo a caminhonete, feito no dia 11 de janeiro deste ano, foi comunicado por Luiz Carlos Francisco Soares, pai de Luiz Antônio. O policial que confeccionou registro para Luiz Carlos, foi Alexandre Rocha Antunes. Segundo a polícia, ele costumava se apresentar como irmão de criação do meio-campo rubro-negro.

No entanto, um ex-integrante da milícia, ouvido pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado e de Inquéritos especiais (Draco) contou que antes da comunicação do falso roubo ser feita, o jogador deu o veículo de presente para Marcos José de Lima Gomes, o Gão, terceiro na hierarquia do maior grupo paramilitar que atua na Zona Oeste do Rio. O miliciano foi preso, no último dia 5, mas o carro não foi localizado pela polícia.

Luiz Antônio também teria comunicado o roubo a uma seguradora. Por isso, caso as acusações sejam confirmadas, ele responderá por estelionato. O golpe também é conhecido no jargão policial como “tombo do seguro”.

Já Luiz Carlos Francisco poderá responder por falsa comunicação de crime.

 

Hoje, Luiz Antônio e o pai vão prestar depoimento, às 14h, na Draco. A dupla será ouvida sobre uma suposta ligação do jogador com um grupo de milicianos. O advogado do Flamengo Michel Asseff Filho já adiantou que o jogador é inocente de todas as acusações feitas pelo ex-integrante da milícia.

A caminhonete tem outras quatro multas , todas anotadas em 2013. Apenas uma delas, cometida dia 25 de novembro, no valor de R$ 85, 13, ainda não consta como paga no site da Prefeitura do Rio. A primeira foi anotada, às 10h11min, dia 2 de maio, na Taquara, na Zona Oeste. A infração foi cometida por transitar em velocidade superior à máxima permitida. O valor da multa de R$ 68,10, consta como quitado no dia 21 de agosto de 2013.

A segunda, datada do dia 23 do mesmo mês, foi anotada às 13h16min, por transitar em faixa de circulação exclusiva, na Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio. O pagamento da infração, no valor de R$ 42,56, conta como quitado no dia 21 de agosto de 2013.

Já a terceira multa foi anotada, às 11h44min, no dia 26 de junho de 2013, na Ponte da Joatinga, entre São Conrado e Barra da Tijuca. Segundo o site da Prefeitura do Rio, o carro do jogador estava transitando em velocidade superior à máxima permitida em até 25%. A multa, no valor der$68,10, consta como tendo sido quitada no dia 30 de setembro de 2013.
Fonte: Extra