Lutador de jiu jitsu é assassinado e turista americano ferido

s vítimas estavam em uma Land Rover quando foram abordados por dois criminosos, em Santa Cruz Rio

O sonho de passarem juntos as festas de fim do ano no Brasil terminou em tragédia para o lutador de jiu jitsu Marcos Adriano Cavalcante, 39, e o seu amigo, o turista americano Brent Garret Massnan, de 36 anos. Um dia após desembarcarem dos Estados Unidos, Marcos foi assassinado e Brent ficou ferido, durante uma suposta tentativa de roubo, na Estrada da Pedra de Guaratiba, na Zona Oeste do Rio.

Marcos e Brent foram abordados por dois homens armados, em um dos acesso à Favela Cesarão, em Santa Cruz. Os turistas seguiam em uma picape Land Rover, para Paraty, na Costa Verde do Rio de janeiro.

De acordo com a polícia, os dois amigos saíram da Barra da Tijuca e teriam parado o veículo no acostamento da estrada para pedir informações. Os criminosos, que já haviam roubado um Fiat Siena, renderam as vítimas e embarcaram no Land Rover. Segundo a polícia, há indícios de que os turistas teriam reagido ao assalto. Após uma suposta luta corporal com os bandidos, Marcos, que estava ao volante, e Brent foram baleados. O brasileiro morreu dentro do carro.

Atingido na barriga, Brent foi jogado para fora do veículo e socorrido por moradores da favela. O americano foi levado para o Hospital Pedro II, em Santa Cruz. De acordo com o laudo médico, divulgado durante a madrugada, o estado de saúde do turista é estável. Os criminosos conseguiram fugir.

A polícia trabalha, a princípio, com a hipótese de uma tentativa de roubo. O caso foi registrado na 34ª DP (Bangu). Corpo de lutador foi encontrado dentro do carro em Senador Camará Auxiliados por empresa responsável pelo rastreamento via satélite do carro, a polícia recuperou a Land Rover, cerca de três horas após o roubo, em um dos acessos à Favela do Sapo, em Senador Camará.

O corpo do lutador Marcos Adriano Albuquerque foi encontrado dentro do veículo. A vítima estava deitada entre os dois bancos dianteiros, com as pernas inclinadas sobre o apoio das poltronas, indicando que teria lutado com os bandidos antes de morrer. O veículo foi levado para a 34ª DP (Bangu), onde foi periciado. O corpo do lutador foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Campo Grande.

Fonte: Terra, www.terra.com.br