Mãe acorrenta filhas adolescentes dentro de casa no sul de Minas

As meninas estariam de envolvendo com drogas

Uma cabeleireira foi presa por manter suas duas filhas, de 12 e outra de 14 anos, acorrentadas dentro de casa, no sul de Minas Gerais. A mulher alegou à polícia que fez isso pois a garotas estariam se envolvendo com drogas.

A Polícia Militar encontrou as jovens, em casa, amarradas por uma corrente de, aproximadamente, um metro de cumprimento. Os militares foram acionados pelo Conselho Tutelar da cidade. Quando eles chegaram no local, eles já escutaram, do lado de fora da residência, os gritos de socorro das irmãs. Elas contaram aos policiais que foram amarradas pela mãe como uma forma de castigo por estarem saindo muito de casa. Não seria a primeira vez que a mãe das adolescentes as acorrenteva.

Mãe acorrenta filhas adolescentes dentro de casa no sul de Minas (Crédito: Reprodução)
Mãe acorrenta filhas adolescentes dentro de casa no sul de Minas (Crédito: Reprodução)


Após libertar as garotas, a polícia prendeu a mãe no salão de beleza onde ela trabalha. Lucimar Donizete Felício de Carvalho, de 38 anos, confessou ter acorrentado as filhas e confirmou que fez isso para que elas não saísse de casa, já que, as filhas estariam se envolvendo com drogas, inclusive estariam sendo ameaçadas de morte. 

Mãe acorrenta filhas adolescentes dentro de casa no sul de Minas (Crédito: Reprodução)
Mãe acorrenta filhas adolescentes dentro de casa no sul de Minas (Crédito: Reprodução)


Lucimar ainda relatou que as menores estariam praticando furtos e roubos e se envolvendo com prostituição. Lucimar foi ouvida e liberada. As jovens estão sob responsabilidade do Conselho Tutelar.

Fonte: Com informações do R7