Mãe chega a suspeito de abusar do filho adolescente

Ela começou as buscas pelo computador e achou uma estranha troca de mensagens entre o garoto e um homem

A mãe de um adolescente de 14 anos descobriu que o filho se comunicava pela internet com um homem que o convenceu a ter relações sexuais. A mãe do menino percebeu mudanças no comportamento do filho, e resolveu investigar.

Ela começou as buscas pelo computador e achou uma estranha troca de mensagens entre o garoto e um homem.

Numa conversa com o filho, descobriu que há sete meses ele se comunicava pela internet com o suposto amigo, até que um dia foi à casa dele. Lá, foi convencido a ter relações sexuais com o homem.

Para descobrir a verdadeira identidade dele, a mãe fez o filho voltar a trocar mensagens com ele. Só que dessa vez, ficava sempre ao lado, orientando as respostas e fazendo perguntas para conseguir informações.

A investigação da mãe ajudou a polícia. O acusado foi preso em casa. E segundo a polícia confessou crime. Ele foi preso por estupro e pode pegar até 12 anos de prisão

A mãe, agora, chora, já que gostaria de ter evitado tudo isso. ?Isso pode acontecer com qualquer mãe, qualquer pai, assim, que prestem mais atenção nos filhos?, lamentou.

Prestar atenção nos filhos é também a orientação da psicóloga Maria Luiza Bustamante, especialista em casos de abuso sexual. Ela diz que os pais devem conversar sobre o assunto com os filhos desde cedo.

?Bloquear o computador e trancar o computador não vai resolver. O que a gente tem que dar é a informação sobre o quê que a gente tem medo e do quê que a gente precisa se prevenir. E por isso a gente precisa falar sobre pedofilia, falar sobre abuso sexual, sobre assédio sexual, precisa conversar.?

Segundo a psicóloga, quem comete esse tipo de crime pode parecer uma pessoa comum. O homem preso hoje é auxiliar de escritório, tem 26 anos, casado? e em breve vai ser pai.

?Em uma das conversas eu fiquei sabendo que a esposa está grávida. E se fosse o filho, dele? E se fosse com o filho dele? E se alguém fizesse também com o filho dele??, desabafou a mãe da vítima.

Numa conversa com o filho, descobriu que há sete meses ele se comunicava pela internet com o suposto amigo, até que um dia foi à casa dele. Lá, foi convencido a ter relações sexuais com o homem.

Para descobrir a verdadeira identidade dele, a mãe fez o filho voltar a trocar mensagens com ele. Só que dessa vez, ficava sempre ao lado, orientando as respostas e fazendo perguntas para conseguir informações.

A investigação da mãe ajudou a polícia. O acusado foi preso em casa. E segundo a polícia confessou crime. Ele foi preso por estupro e pode pegar até 12 anos de prisão

A mãe, agora, chora, já que gostaria de ter evitado tudo isso. ?Isso pode acontecer com qualquer mãe, qualquer pai, assim, que prestem mais atenção nos filhos?, lamentou.

Prestar atenção nos filhos é também a orientação da psicóloga Maria Luiza Bustamante, especialista em casos de abuso sexual. Ela diz que os pais devem conversar sobre o assunto com os filhos desde cedo.

?Bloquear o computador e trancar o computador não vai resolver. O que a gente tem que dar é a informação sobre o quê que a gente tem medo e do quê que a gente precisa se prevenir. E por isso a gente precisa falar sobre pedofilia, falar sobre abuso sexual, sobre assédio sexual, precisa conversar.?

Segundo a psicóloga, quem comete esse tipo de crime pode parecer uma pessoa comum. O homem preso hoje é auxiliar de escritório, tem 26 anos, casado? e em breve vai ser pai.

?Em uma das conversas eu fiquei sabendo que a esposa está grávida. E se fosse o filho, dele? E se fosse com o filho dele? E se alguém fizesse também com o filho dele??, desabafou a mãe da vítima.

Fonte: Francisco José