Mãe de integrante de quadrilha pede que polícia não mate seu filho

A mulher fez um vídeo implorando que a polícia apenas prenda-o.

Na madrugada do último dia 05 de maio, cerca de oito bandidos fortemente armados realizaram um ataque ao Banco do Brasil da cidade de Curimatá, região Sul do Estado. De acordo com o secretário de segurança Fábio Abreu, os bandidos eram a maioria da Bahia. Durante o confronto, um assaltante foi morto e dois ficaram feridos.

Após uma semana de intensos conflitos entre as polícias da Bahia e Piauí, cinco assaltantes já foram mortos e três suspeitos continuam foragidos. Os acusados se encontram escondidos na mata na zona rural de Morro Cabeça no Tempo, região Sul do Piauí.

Um vídeo está sendo compartilhado nas redes sociais onde mostra uma mulher identificada como Aldenora em estado de desespero pedindo para que a polícia não mate o seu filho que está foragido. Equipes da Polícia Civil, Militar e Gtap continuam em diligências na tentativa de prender os acusados que são considerados de alta periculosidade.

O último confronto registrado foi na manhã desta sexta-feira (13), onde o líder da quadrilha identificado como Denilton Araquan, foi morto durante troca de tiros.

“Polícia de Pernambuco, da Bahia, do Piauí, eu sei que vocês tem filhos, os que não tem irão ter um dia. Pelo coração de pai, eu sou uma mãe aflita, o meu sobrinho já se foi, o marido da minha sobrinha já se foi, outros já se foram, eu sei que o meu filho está cercado por vocês, tragam o meu filho preso que eu não vou querer advogado para tirar ele não, eu quero que ele cumpra a sentença, eu vou ajudar, ele vai pagar pelo que ele fez”, pede ela no vídeo.



Fonte: Portal Meio Norte