Mãe e filha de classe média são presas em "estado de histeria"

Mãe e filha de classe média são presas em "estado de histeria"

Elas foram flagradas por câmeras de segurança de supermercado, roubando produtos como bebida e pão de forma .

Mãe e filha de classe média, de 64 e 42 anos, e muito bem vestidas, que poderiam ser consideradas acima de qualquer suspeita, foram presas na noite desta segunda-feira após serem flagradas por câmeras de segurança do supermercado Zona Sul, em Copacabana, furtando produtos como bebidas e alimentos.

Vera Maria Fernandes, de 64 anos, e Maria Eduarda de Almeida, de 42, colocaram em bolsas que carregavam uma garrafa de vodca, um vinho do Porto, latas de salsicha e palmito e um saco de pão de forma. Ao saírem do estabelecimento e chamarem um táxi, os seguranças do supermercado abordaram a dupla e chamaram guardas municipais que estavam próximos. Dentro das bolsas foram encontrados, ainda, DVDs, com etiquetas das Lojas Americanas, e um faqueiro de 150 peças.

Segundo o guarda municipal Alexandre Meireles, a filha chegou a urinar. As duas foram levadas para a 12ª DP (Copacabana) e colocadas em celas. Histéricas, gritavam muito e a delegada Soraia Santana chamou o Samu para atendê-las. Foram medicadas, mas continuaram berrando descontroladamente.

? O estado de histerismo delas é tamanho que não consegui nem interrogá-las ou tirar suas digitais.

Além de gritar, elas estão batendo na cela. As duas apresentam hálito etílico ? afirmou a delegada Soraia.

Elas moram na Praia do Flamengo 186 e não tinham passagem na polícia. Os policiais civis disseram que elas serão autuadas por furto qualificado, por terem agido em dupla, com pena de 1 a 6 anos. A fiança só poderá ser estabelecida por um juiz.

Mãe e filha serão transferidas para Bangu 8. A delegada afirmou que, caso não se acalmem até a manhã de terça-feira, avaliará se é o caso de interná-las no Instituto Psiquiátrico Philippe Pinel.

Fonte: OGlobo