Mãe e filho ateiam fogo e esfaqueiam morador de rua

Mãe e filho ateiam fogo e esfaqueiam morador de rua

Vítima foi levada ao Hospital Walfredo Gurgel em estado grave. Rosilda e Alisson de Araújo foram presos na manhã desta sexta-feira (24)

Algumas moedas motivaram uma tentativa de assassinato na noite desta quinta-feira (23), na Praia dos Artistas, em Natal. Os flanelinhas Rosilda de Araújo e Alisson Bruno de Araújo, mãe e filho, discutiram com um morador de rua identificado apenas como Cleiton por causa do pagamento efetuado por um motorista que teve seu veículo supostamente vigiado por Alisson.

Alisson Bruno, de 22 anos, relatou que estava cuidando de um carro quando Cleiton apareceu para receber o dinheiro em seu lugar. Os dois iniciaram uma discussão e a mãe de Alisson surgiu. Rosilda de Araújo portava uma garrafa plástica com álcool. Ela riscou o isqueiro enquanto assistia a briga e jogou o líquido já inflamado no corpo do mendigo. O morador de rua tirou a camisa na tentativa de se livrar das chamas, exibindo uma faca que estava escondida.

Alisson Bruno relatou que puxou a faca da cintura de Cleiton e desferiu contra ele três golpes, atingindo-o no pescoço, costas e barriga. Enquanto Cleiton agonizava, mãe e filho voltaram para casa, descansaram e depois foram lanchar. Alisson Bruno disse que estava arrependido, mas que faria de novo caso a vítima sobreviva. "É ele ou eu", ressaltou.


Mãe e filho ateiam fogo e depois esfaqueiam morador de rua

Mãe e filho moram numa comunidade conhecida como "Sem-Terra", nas proximidades da Rua do Motor, na Praia do Meio. Os acusados de tentativa de homicídio são naturais de Parelhas, distante 232 quilômetros da capital. Em Natal, eles moram há oito anos.

O estado de saúde do morador é considerado muito grave pelos médicos que o socorreram no Pronto-Socorro Clóvis Sarinho. A assessoria de imprensa do Hospital Walfredo Gurgel informou que o homem deu entrada na unidade sem portar nenhum documento e está com queimaduras de segundo grau no tórax, face e membros superiores. O morador de rua está em coma e internado no Centro de Recuperação Pós-Operatório.

Rosilda de Araújo, de 37 anos, e Alisson Bruno de Araújo assumiram a autoria do crime em depoimento ao delegado Amaro Reinaldo, da 2ª Delegacia de Polícia. Mãe e filho foram presos na manhã desta sexta-feira (24) após terem sido denunciados à Polícia Civil. Rosilda disse que não se arrepende do que fez, pois teria agido em defesa do filho.

Eles foram indiciados, inicialmente por tentativa de homicídio. Se o homem morrer, ambos serão acusados por homicídio doloso (cometido com o intuito de matar).

Fonte: G1