Mãe acorrenta filho de 12 anos em cadeira e acaba presa, diz polícia

Mãe acorrenta filho de 12 anos em cadeira e acaba presa, diz polícia

Ela prestou depoimento, assim como seu filho, e foi liberada para responder o processo em liberdade

Uma mulher de 30 anos foi presa por acorrentar o filho de 12 anos em casa, no bairro Guanandi, em Campo Grande, na tarde desta segunda-feira (31). Segundo o delegado João Reis, da Delegacia de Pronto-Atendimento Comunitário (Depac) Piratininga, a mulher disse que tomou a medida extrema porque estava desesperada, já que o filho não a obedecia e chegou a ficar três dias fora de casa, sem dar notícias.

Segundo Reis, a polícia foi acionada através de uma denúncia anônima. ?Quando a Polícia Militar chegou na casa, o menino estava acorrentado pelo tornozelo em uma cadeira na varanda?, disse. ?Mas tanto ela quanto o menino confirmaram que não havia tido nenhum tipo de agressão. O adolescente confirmou que ela nunca bateu nele?, completou.

Conforme o delegado, a mãe disse que faz isso para tentar protegê-lo. ?Ela tem medo que o garoto tenha algum tipo de envolvimento com drogas?, afirma. ?A mãe disse também que não é todo dia que acorrenta o menino. É uma ação esporádica, uma vez por semana?, concluiu.

Ainda segundo o delegado, o garoto não tem passagem pela polícia, mas a mãe disse que ele já teve envolvimento com venda de drogas. A mulher, conforme Reis, vai ser indiciada por maus tratos. Caso seja condenada, pode pegar de dois meses a um ano de prisão.

Ela prestou depoimento, assim como seu filho, e foi liberada para responder o processo em liberdade.

Fonte: g1.com.br