Mãe é presa suspeita de agenciar abusos para filha de nove anos

a mãe da garota recebia dinheiro para intermediar encontros sexuais entre a filha e um advogado.

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MP-MS) prendeu, na manhã desta terça-feira, em Nova Andradina (MS), um advogado que pagou para ter encontros sexuais com uma menina durante dois anos. A mãe da adolescente - que hoje tem 14 anos -, era a agenciadora dos abusos e também foi presa. Ela estava na cidade de Presidente Prudente (SP).

Segundo as investigações, que duraram cerca de dois meses, a mãe da garota recebia dinheiro para intermediar encontros sexuais entre a filha e o advogado, os quais aconteceram quando a vítima tinha entre 9 e 11 anos de idade.

A denúncia chegou ao MP através de representantes da rede de proteção a crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual. O Gaeco foi acionado para aprofundamento das investigações.

Os dois mandados de prisão preventiva foram expedidos pela Vara Criminal da comarca de Nova Andradina. Ambos serão ouvidos e, em seguida, encaminhados para a Cadeia Pública local, para custódia.

Caso condenados, os suspeitos podem pegar penas que variam de 8 a 15 anos de reclusão, pela prática dos crimes de estupro de vulnerável e favorecimento à exploração sexual de vulnerável.

Fonte: Terra