Mais de 42 toneladas de drogas apreendidas no Morro do Alemão vão ser incineradas nas fornalhas da CSN

Mais de 42 toneladas de drogas apreendidas no Morro do Alemão vão ser incineradas nas fornalhas da CSN

Material será incinerado em Volta Redonda, em fornos que atingem 1400ºC.

As mais de 42 toneladas de drogas ? maconha e cerca de 300 quilos de cocaína ? apreendidas em operações realizadas na Vila Cruzeiro, na Penha, e no Conjunto de Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio, serão levadas para a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em Volta Redonda, no Sul Fluminense, onde serão incineradas. Por medida de segurança, a Secretaria de Segurança informou apenas que o comboio de caminhões com a droga deverá chegar à siderúrgica na tarde desta quarta-feira (1º).

O horário da incineração não foi divulgado, nem o de saída dos caminhões da Academia de Polícia Civil, no Centro do Rio, onde a droga está armazenada. Para o transporte da droga, a Polícia Civil e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) montaram um esquema especial de segurança. A fiscalização foi reforçada ao longo da Via Dutra.

A CSN foi escolhida pela proximidade com o Rio de Janeiro e pela tecnologia do alto-forno da siderúrgica, que chega a atingir temperatura de 1.400 graus centígrados.

Volta Redonda fica a cerca de uma hora de distância da Baixada Fluminense.

Em 2004, a siderúrgica realizou operação semelhante, durante a Semana Nacional de Combate às Drogas, quando foram incineradas 75 toneladas de droga.

Prisões em Volta Redonda

Em Volta Redonda, no sábado passado (27), foi preso o traficante conhecido como Leandrinho do Minerlândia, acusado pela polícia de chefiar o tráfico em todo o Sul Fluminense. De acordo com a polícia, ele trabalharia para o traficante Polegar, do Morro da Mangueira, que está foragido.

Na segunda-feira (29), outro traficante conhecido como Claudinho também foi preso em Volta Redonda e confessou que fugiu do conjunto de favelas do Alemão.

Fonte: g1, www.g1.com.br