Manicure que matou menino depõe em audiência nesta quarta-feira

Crime ocorreu em março deste ano, na cidade de Barra do Piraí - Rio de Janeiro

A manicure Suzana do Carmo de Oliveira Figueiredo, acusada de sequestrar e matar o menino João Felipe Bichara, 6 anos em março deste ano, deverá prestar novos esclarecimentos na 1ªVara de Barra do Piraí nesta quarta-feira. Está marcada para as 13h de hoje a audiência de instrução e julgamento (AIJ) do processo movido contra Suzana.


Manicure que matou menino dep em audi麩cia nesta quarta-feira

A nova audiência foi convocada após a mudança na denúncia contra a manicure. Inicialmente, Suzana do Carmo respondia pelo crime de homicídio triplamente qualificado, com pena mínima prevista em 12 anos de prisão. Agora, ela responde pelo crime de extorsão mediante sequestro seguido de morte, com pena mínima de 24 anos.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, foram consideradas as provas colhidas em audiências, ?aliadas às circunstâncias dos fatos e à prova documental para aditar a denúncia?. De acordo com o juiz Maurílio Melo, magistrado responsável pelo caso, o objetivo de Suzana era receber pagamento de resgate em dinheiro da família de João Felipe.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, João Felipe foi sequestrado e morto pela manicure da mãe dele no dia 25 de março deste ano. Fazendo-se passar pela mãe da criança, Suzana levou o menino da escola, pedindo que ele fosse colocado em um táxi, pois teria uma consulta médica. O menino foi levado para um hotel no centro de Barra do Piraí, onde acabou morto. O corpo foi encontrado pela polícia na casa de Suzana, dentro de uma mala.

Fonte: Terra