Jogador é indiciado por tentativa de estupro durante festa

Jogador é indiciado por tentativa de estupro durante festa

A conclusão do inquérito policial durou mais de 40 dias.

O meia-atacante Marcelinho Paraíba, do Sport, foi indiciado por causa da acusação de estupro contra uma mulher, durante uma festa em Campina Grande (PB), sua terra natal.

A conclusão do inquérito policial, que aconteceu nesta quarta-feira, durou mais de 40 dias. A condução foi da Delegacia da Mulher campinense. Marcelinho Paraíba é acusado de agarrar e beijar a advogada Rosália Zabatos de Abreu, de 31 anos.

O jogador ainda teria mordido os dois lábios de Rosália e provocado um ferimento na cabeça da vítima, no instante em que segurou os cabelos dela. A delegada Herta de Freitas informou que o laudo do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande confirmou as agressões e, com base nos depoimentos e provas técnicas, decidiu indiciar o jogador.

Se for condenado, Marcelinho pode pegar pena que varia de oito a 12 anos de prisão. O meia - que chegou a ser detido - responderá o processo em liberdade.

Fonte: Terra