Marcelo sorriu ao confessar mortes de pai, mãe, avó e tia, afirmam seus colegas em depoimento

Marcelo sorriu ao confessar mortes de pai, mãe, avó e tia, afirmam seus colegas em depoimento

Os dois alunos prestaram depoimento ao DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa)

O estudante Marcelo Eduardo Bovo Pesseghini, 13 anos, sorriu ao contar para dois colegas de classe que havia matado os pais, a avó e a tia-avó no último dia 5, na casa da família, na Brasilândia (zona norte de SP).

Os dois alunos prestaram depoimento ao DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) na última terça-feira e disseram que ouviram esse relato do colega, mas, como Marcelo fez a afirmação sorrindo, eles não acreditaram na história.

Segundo a Polícia Civil, os depoimentos de parentes de Marcelo e de alunos e professores da escola onde ele estudava comprovam que o menino tinha um comportamento em casa e outro bem diferente no colégio.

Fonte: UOL