Mariana Souza, musa da Mangueira, fala emocionada após ser presa no Rio

Mariana Souza, musa da Mangueira, fala emocionada após ser presa no Rio

Presa dentro de sua casa, em Copacabana, a morena de classe média viu seu mundo cair ao passar quatro meses na prisão

Com a voz embargada por muita emoção, Mariana Souza, uma das três musas da Mangueira para o carnaval 2010, resolveu falar pela primeira vez sobre a acusação de formação de quadrilha e estelionato. Em novembro de 2008, a morena, que é mãe de um menino de três anos, foi presa sob a acusação de clonar cartões de crédito.

Presa dentro de sua casa, em Copacabana, a morena de classe média viu seu mundo cair ao passar quatro meses na prisão. ?Foram momentos de terror, angústia e muito sofrimento para mim e para toda a minha família?. Na cadeia, onde Mariana passou o Natal de 2008 e réveillon seguinte, ela precisou se adaptar à rotina.

?A situação naquele lugar é uma das piores. A comida é ruim e, nos dois primeiros dias, não tomei banho?, conta. Mariana jura inocência. Justifica-se explicando que ?entrou de gaiata? em uma história na qual não teve culpa. ?Nunca tive nada a ver com isso, paguei por uma coisa que não fiz. Fui enganada pelo coração.

Me apaixonei por uma pessoa que achei ser honesta. Fui pra cadeia por um amor bandido?. Hoje, Mariana, que responde em liberdade, ainda sente os respingos do infeliz episódio. Integrante do grupo Tchakabum, a dançarina tentou arrumar emprego, mas não conseguiu por causa do ?nome sujo?.

Apesar da pouca idade, Mariana se considera madura.?Depois do que passei, hoje em dia dou valor a outras coisas, como um simples sorriso do meu filho?. Além de toda a confusão, Mariana ainda foi acusada por uso de anabolizantes, encontrados na época em sua casa.

Fonte: Extra, extra.globo.com