Marido mata executiva com filha de 2 anos em casa em SP, diz polícia

Homem matou executiva e tentou se suicidar depois, segundo Polícia Civil.

Uma executiva de negócios da Editora Abril foi morta pelo marido, na região do Ipiranga, na Zona Sul de São Paulo, na madrugada desta quinta-feira (24). Tatiana Castro Pinho, de 36 anos, foi atingida na cabeça, na casa em que vivia com o companheiro e o filho, de 2 anos. De acordo com a Polícia Civil, o homem tentou se suicidar após o crime.

Em depoimento à polícia, a sogra da executiva contou que estava dormindo quando recebeu, por volta das 3h, uma ligação do filho pedindo que ela fosse até a casa dele, na Rua Alberto Nepomuceno, para cuidar do neto. A mulher relatou que, sem entender muita coisa, atendeu o pedido e chegou à residência cerca de 30 minutos depois.

Assim que chegou ao local, a sogra de Tatiana encontrou o neto sentado, sozinho, na sala. Ao caminhar até o quarto do casal, se deparou com os corpos da nora e do filho lado a lado, deitados na cama em meio a manchas de sangue. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), os dois tinham ferimentos na cabeça provocados por arma de fogo.

O socorro foi acionado, mas a executiva da Abril já estava morta no momento da chegada da equipe médica. O marido suspeito foi socorrido e encaminhado em estado grave ao Hospital de Heliópolis, onde permanece internado nesta sexta-feira (25). A arma do crime, um revólver calibre 38, foi apreendido pela polícia.

O caso foi registrado como homicídio e tentativa de suicídio no 16º Distrito Policial de São Paulo, na Vila Clementino, também na Zona Sul da capital. Até as 10h, não havia informações sobre o que teria motivado o crime.

Fonte: G1