Marinha oferece à polícia do Rio 13 veículos blindados

Eles são usados para ajudar no combate à violência na cidade.

Após o pedido do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, na quarta-feira (24), a Marinha do Brasil ajudou a polícia do estado com o envio de 13 veículos. Alguns são equipados com metralhadoras que disparam até mil tiros por minuto; outros têm lançador de granadas; e todos podem transportar policiais no seu interior.

São seis M113 equipados com metralhadoras calibre ponto 50, que disparam até mil tiros por minuto e transportam 11 policiais. Quatro lagartas, os chamados ?clanfs". Além das metralhadoras calibre ponto 50, possuem lançador de granada e capacidade para levar até 22 policiais em seu interior. O terceiro tipo de veículo é a piranha, que tem o mesmo armamento dos "clanfs" e carrega no máximo 11 policiais. Três desse modelo foram oferecidos pela Marinha.

Os blindados estão sendo usados basicamente para fazer o transporte dos policiais, mas se for preciso realizar disparos lá de dentro basta abrir as escotilhas no teto. A visão é de 360 graus. Os veículos foram usados nesta quinta-feira (25) para as operações da polícia na Vila Cruzeiro, que fica na Penha, Zona Norte do Rio. Quando eles entraram na comunidade, criminosos tentaram impedir, colocando barricadas no meio do caminho e ateando fogo em carros. Mas os blindados avançaram mesmo assim.

Depois de seis horas, durante a tarde, os policiais já tinham dominado o topo do morro. A violência no Rio não dava trégua havia cinco dias, desde domingo (21), quando começou a onda de ataques criminosos. Só nesta quinta, foram 31 a veículos, sendo 13 carros, duas vans, 11 ônibus, duas motos, dois caminhões e um micro-ônibus.

O tráfico na Vila Cruzeiro se forteleceu a partir de 1997 e o lugar se tornou refúgio de criminosos que abandonavam outras comunidades já pacificadas pela polícia.

Fonte: g1, www.g1.com.br