"Matei porque ela reagiu", diz acusado de matar jovem em assalto

Ele levou o celular e o carro da vítima.

Na madrugada da última segunda-feira (21), a estudante Dóris Terra, de 21 anos, teve o seu corpo encontrado em um matagal após ser morta a facadas por um homem identificado como Luis Paulo da Silva Nunes, de 31 anos. Em depoimento a polícia, o acusado afirmou que sua intenção era apenas de roubar a jovem, mas ela reagiu.

O suspeito foi preso na quarta-feira (23). “No começo ela reagiu, eu só queria o dinheiro”, afirmou ele. Desde o dia do crime, Luis sacou R$ 1.500 da conta da jovem e foi reconhecido através de imagens de câmeras de segurança. No momento da ação ele roubou o celular e o carro da vítima, dirigindo a 100 km/h.

De acordo com informações da delegada que investiga o caso, Fernanda Aranha, o suspeito afirmou que não conhecia a jovem que é filha de um ex-prefeito. “Ele escolheu ela de forma aleatória, disse que não tinha conhecimento do nome dela”, declarou.

Estudante Dóris Terra morta em assalto (Crédito: Reprodução)
Estudante Dóris Terra morta em assalto (Crédito: Reprodução)
Acusado afirmou que matou porque ela reagiu (Crédito: Reprodução)
Acusado afirmou que matou porque ela reagiu (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do R7