‘Matei porque roubou minhas galinhas’, diz acusado de assassinato

Ele é acusado de um assassinato no Bairro de Flores no mês março.

Uma operação montada pela equipe de investigação da Polícia Civil e com apoio da Força Tática prendeu, no Bairro Santa Cruz, em Campo Maior, Francisco Rodrigues Oliveira “O Peba”. Ele é acusado de um assassinato no Bairro de Flores no mês março, em Campo Maior. 


Depois de levantamentos, os investigadores descobriram que “Peba” havia deixado o Bairro de Flores e passou a se esconder numa residência do Bairro Santa Cruz. A casa foi cercada e invadida pela polícia. O acusado tentou fugir pelo quintal, mas acabou sendo capturado. 


“Pelos nossos meios identificamos onde ele estava. Me deixou dois dias sem dormir indo atrás dele. Hoje cercamos a casa, ele tentou fugir, mas um peba não consegue pular um muro com arame tão rápido - ele cava um buraco no chão - e nós pegamos “O Peba”, explicou o delegado Andrei Alvarenga.


Aos investigadores, Francisco Rodrigues confessou o crime e explicou as motivações que levaram ao assassinato. “Ele disse que matou porque a vítima estaria lhe ameaçando e teria lhe roubado umas galinhas. Para você ver que a vida de um ser humano está valendo oito galinhas ”, falou o delegado. 


O CASO – O crime cometido por “Peba” aconteceu no dia 19 de março no Bairro de Flores. A vítima, Romilson Sousa Nascimento, 28 anos, foi morta com um tiro de espingarda na região da cabeça. 


Na época a polícia desconfiava que o assassinato tivesse acontecido devido a acerto de contas, já que vítima e acusado tinham envolvimento com o tráfico de drogas. 


Acusado confessou assassinato (Crédito: Divulgação)
Acusado confessou assassinato (Crédito: Divulgação)
Fonte: Com informações do Campo Maior em Foco