Média é de um carro roubado por quadrilhas a cada 51 minutos no Distrito Federal

Tanto os ataques à mão armada quanto os sem ameaça crescem a cada ano

As avenidas largas, as tesourinhas do Plano Piloto e os cruzamentos sem sem?foros fizeram Bras?lia ser conhecida nacionalmente pelas facilidades no tr?nsito.

A simplicidade das vias tamb?m incentivou mais da metade da popula??o a ter um carro pr?prio. Algumas d?cadas ap?s a inaugura??o, no entanto, a hoje capital do milh?o de ve?culos atrai um problema, al?m dos acidentes e dos congestionamentos di?rios: a a??o de quadrilhas especializadas em furto e roubo de autom?veis, motos, ?nibus, micro?nibus e caminh?es.

Tanto os ataques ? m?o armada quanto os sem amea?a crescem a cada ano no Distrito Federal. Levantamento da Secretaria de Seguran?a P?blica do DF revelou aumentos na compara??o dos 10 primeiros meses de 2007 em rela??o ao mesmo per?odo de 2008 (veja arte).

Houve 1.321 roubos entre janeiro e outubro do ano passado e 1.685 neste ano ? varia??o de 27,5%. J? os furtos subiram de 6.691 ocorr?ncias para 6.822 (1%). O total ? de 8.507 casos at? outubro de 2008. Ou seja, um motorista fica sem o ve?culo a cada 51 minutos no DF. Mas cerca de 60% s?o recuperados pela pol?cia todos os meses.

Fonte: Em Tempo Real