Médico acusado de estupro entra com pedido de habeas

Conselho de Medicina já havia decidido suspender temporariamente o registro do médico

A defesa do medico Roger Abdelmassih, preso desde segunda-feira sob a acusação de estupro contra pacientes, entrou com um pedido de habeas-corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para libertar seu cliente. A assessoria de imprensa do tribunal disse que ainda não foi designado um relator para o caso.

Na quarta-feira, a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), negou o pedido de liberdade feito pela defesa do médico. Cerca de 60 pacientes de Abdelmassih, que é um dos maiores especialistas do País em tratamentos de reprodução assistida, afirmaram que foram abusadas sexualmente por ele durante consultas.

O Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) já havia decidido suspender temporariamente o registro do médico. De acordo do o Cremesp, a "interdição cautelar" impossibilita o médico de clinicar se for libertado da prisão. Abdelmassih pode recorrer da decisão dos conselheiros junto ao Conselho Federal de Medicina. A decisão foi encaminhada para o Ministério Público de São Paulo.

Fonte: Terra, www.terra.com.br