Médico de 65 anos é preso ao deixar motel com menor; pagava até R$ 300

Ainda segundo a polícia, ambos foram levados para serem ouvidos na delegacia.

Um médico, de 65 anos, foi preso na tarde de terça-feira (22) ao deixar um motel acompanhado de uma adolescente de 15 anos, em Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro. De acordo com as primeiras informações da Polícia Civil, o flagrante aconteceu após uma ligação anônima que denunciava o encontro.

?Nós já estávamos atentos a boatos de que havia uma rede de turismo sexual de moradoras da região. Aí recebemos uma denúncia de que um médico estaria com uma garota de 15 anos em um motel. Uma equipe ficou esperando na porta do estabelecimento e, quando os dois saíram, nós demos o flagrante", explicou o delegado titular da 167ª DP (Paraty), Bruno Gilaberte.

Ainda segundo a polícia, ambos foram levados para serem ouvidos na delegacia. ?A garota nos disse que era agenciada por uma mulher de Angra dos Reis [RJ], e que havia outras meninas adolescentes na mesma situação. Ela revelou também que era a sexta vez que saía com o médico e recebia de R$ 200 a 300 por programa?, contou o delegado, que entregou a menina a um responsável.

Ainda segundo Bruno Gilaberte, o suspeito, que é morador da cidade, nega que tenha praticado o crime. "O médico disse que não sabia que ela tinha menos de 18 anos, apesar de ser visível que ela é uma menor de idade. Ele também se defendeu dizendo que não pagava pelos serviços", revelou.

Até a publicação desta reportagem, o idoso continuava preso na carceragem da delegacia, e será autuado por exploração sexual de crianças, adolescentes e vulneráveis. Caso ele não consiga a liberdade provisória, será transferido, no fim da tarde desta quarta-feira (23), para o Complexo Penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro.

Fonte: G1