Médico é condenado por abusar de pacientes após sedativo

Médico é condenado por abusar de pacientes após sedativo

Cirurgião vascular foi acusado do crime por 6 mulheres em Rio Grande

O cirurgião vascular de 58 anos acusado de abusar sexualmente de pacientes após aplicar sedativo em Rio Grande, na Região Sul do Rio Grande do Sul, foi condenado na noite desta terça-feira (2) de 24 anos e três meses de prisão em regime fechado, como mostra o Bom Dia Rio Grande, da RBS TV (veja no vídeo ao lado). O médico foi preso dia 14 de março e continua detido na Penitenciaria Estadual de Rio Grande, onde cumprirá a pena. A condenação foi por estupro de vulnerável, atentado violento ao pudor e violação sexual mediante fraude.

A denúncia foi investigada em novembro do ano passado pela 2ª Promotoria de Justiça Criminal de Rio Grande. Seis mulheres o acusaram o de abuso em seu consultório. Ao ser detido, ele prestou depoimento negando as acusações.

As pacientes relataram que procuravam o consultório para fazer tratamento de varizes. No atendimento, o médico aplicava uma injeção que as deixava sem reação, quase anestesiadas. Era neste momento que começava o assédio. A defesa disse que vai recorrer da sentença.

Fonte: G1