Médico é preso suspeito de abusar de mais de 20 pacientes

A Polícia Civil tinha ao menos 10 boletins de ocorrência contra ele

O médico nutrólogo Omar César Ferreira Castro, de 66 anos, foi preso, no seu consultório, em Florianópolis, suspeito de abusar sexualmente das pacientes. Antes de deflagrar a operação, a Polícia Civil tinha ao menos dez boletins de ocorrência contra ele.

Image title

Após a divulgação da prisão, o número de pacientes que acusam o médico de abuso já subiu para 20. Uma das mulheres diz que o médico a dopou para estuprá-la. No dia seguinte, a paciente voltou ao consultório, com um gravador, e conseguiu uma confissão.

O mesmo relato foi feito pelas demais pacientes. Ele diz que vai deixar as pacientes com o corpo bonito, se aproxima delas e, à força, toca no corpo, nos seios. No fim, ainda tenta beijá-las.

"É revoltante o que ocorreu comigo: ir a uma consulta médica, ser dopada e em seguida estuprada é um fato digno de ódio, fúria e raiva. E o pior foi a impossibilidade de esboçar reação, pois como estava dopada tentei tirar as mãos do médico de mim, porém não consegui. Ele me levou para maca. Tudo isso aconteceu sem eu entender o porquê”, disse uma das vítimas.

O caso chegou ao Conselho Regional de Medicina do estado. Embora não haja nenhum denúncia de abuso sexual registrada contra o médico no órgão, o conselho vai abrir uma sindicância para apurar o caso. Se a conduta irregular for confirmada, ele poderá ter o registro cassado.

Fonte: Com informações do Brasil Post