Médico faz gesto obsceno após ser detido por causar acidente embriagado

Para a polícia, o homem alegou que havia sido fechado no trânsito por um outro veículo e afirmou não se recordar de mais detalhes da colisão.

Um médico neurocirurgião de Santos, no litoral de São Paulo, foi preso embriagado após se envolver em um acidente de trânsito com outros dois veículos. Alterado, o homem chegou a discutir com policiais militares, se recusou a fazer o teste do bafômetro e ainda fez gestos obscenos ao ser colocado em uma viatura, antes de ser conduzido para o 1º Distrito Policial (DP) da cidade. O caso ocorreu na madrugada de quinta-feira (25).

O carro do neurocirurgião chegou a capotar durante o acidente. Para a polícia, o homem alegou que havia sido fechado no trânsito por um outro veículo e afirmou não se recordar de mais detalhes da colisão.

No entanto, os policiais notaram que o suspeito estava, aparentemente, em estado de embriaguez, com dificuldades para se expressar e instabilidade em seu equilíbrio corporal. O médico se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas foi submetido a um laudo provisório, depois de ter negado que tenha ingerido qualquer bebida de teor alcoólico.

O resultado do teste feito no Instituto Médico Legal (IML) de Santos deu positivo e, com isso, a fiança do homem foi arbitrada em R$ 2 mil. A quantia foi paga e o neurocirurgião liberado, logo em seguida. Ele mesmo se responsabilizou pela retirada do veículo do local do acidente, após contratar um guincho particular.

Com relação aos outros dois veículos, apenas o proprietário de um deles compareceu à delegacia, após tomar conhecimento de que seu veículo havia sido atingido. O outro carro envolvido no acidente apenas teve o seu emplacamento anotado.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: G1