Médico morto em DP tentou registrar Boletim de Ocorrência pela internet

A seguradora de seu veículo não aceitou o boletim de ocorrência registrado pela internet.

O médico Ricardo Assanome, 27 anos, só esteve na delegacia onde foi baleado na noite de sábado, em Santo André - Grande SP-, porque a seguradora de seu veículo não aceitou o boletim de ocorrência registrado pela internet.

Assanome foi até o 2º DP porque havia se envolvido em um acidente de trânsito. Ocorrências do tipo, no Estado de São Paulo, podem ser registradas online. "Ele tentou registrar o B.O. pela internet, mas a seguradora não aceitou. Agora, Justiça precisa ser feita", disse William Kondo, primo da vítima.

De acordo com o rapaz, Assanome "era um sujeito sem qualquer inimigo, bem família, não gostava de balada e estava começando a vida agora - o apartamento dele estava para ser entregue, e ia se casar no fim do ano-", relatou.

A noiva, Cintia Akemi, também médica, "foi praticamente a primeira namorada do Ricardo", disse Kondo.

Fonte: Terra