Médico que matou 5 pessoas não irá a Júri Popular; veja!

Médico que matou 5 pessoas não irá a Júri Popular; veja!

No entendimento do Juiz Celso Barros Coelho Filho, da Comarca de Altos, há falta de provas existentes no processo

O médico Marcelo Martins de Moura que se envolveu em um acidente e matou cinco pessoas de uma mesma família na BR 343 em junho de 2012, entre Campo Maior e Altos, não enfrentará o Tribunal Popular do Júri. No entendimento do Juiz Celso Barros Coelho Filho, da Comarca de Altos, há falta de provas existentes no processo, apesar da comprovação da Polícia Civil de que o acidente foi doloso.

Segundo o juiz, o médico deverá responder por homicídio culposo, ou seja, sem intenção de matar. Em caso de condenação, Marcelo Martins poderá pagar uma pena alternativa de prestação de serviços a uma instituição pública.

?Viajar de madrugada, embriagado, na contramão, em alta velocidade e matar cinco pessoas e a justiça dizer que o cara não assumiu o risco de matar, eu não aceito, e acho que ninguém tem que aceitar isso, nem ele Marcelo acredita que está acontecendo algo tão bom para ele?, desabafa o filho da vítima, Edinei Lima.

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Tony Carlos Cavalcante, ratifica as informações da polícia Civil. ?Ele foi autuado por dirigir sob efeito de álcool. Após o acidente, quando ele viu a gravidade do ocorrido ele se retirou do local sem prestar socorro e pegou uma carona no carro de um usuário que passava no local?.

?Ele recebeu voz de prisão de flagrante de três crimes, o de homicídio culposo de cinco pessoas, o de não prestar socorro às vítimas e por fugir do local?, conclui.



Fonte: Denison Duarte