Médicos decidem transferir menino com quase 50 agulhas no corpo na Bahia

Ainda de acordo com o hospital, os médicos decidiram não realizar a cirurgia na manhã de hoje, como estava programada

A equipe médica do Hospital do Oeste, em Barreiras (BA), decidiu na noite de quarta-feira (16) não realizar a cirurgia no menino de dois anos que está internado no local com quase 50 agulhas no corpo. De acordo com a assessoria do hospital, a criança será transferida para um hospital de Salvador, onde deve acontecer a operação.

Ainda de acordo com o hospital, os médicos decidiram não realizar a cirurgia na manhã de hoje, como estava programada, após serem localizadas agulhas no coração do menino. Por conta disso, ele deve ser encaminhado para um hospital de referência em cirurgias cardíacas.

A criança está internada desde a madrugada de domingo (13), após apresentar dores abdominais e vômito. Radiografias mostraram que o menino possuía quase 50 agulhas espalhadas pelo corpo. Uma dessas agulhas chegou a perfurar um dos pulmões, o que levou os médicos a inserirem um dreno no corpo da criança.

Segundo o hospital, o estado de saúde do menino é considerado grave, mas estável. Ele permanece consciente e respira sem a ajuda de aparelhos.

Ontem (16), o padrasto da criança, Roberto Carlos Magalhães Lopes, foi preso e confessou que introduziu os objetos na criança em sessões de um ritual religioso, segundo um agente da Polícia Civil de Ibotirama (BA). A suposta amante, que nega envolvimento com Lopes, e a dona do centro de rituais religiosos também foram presas.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br