Medo: Rodoviária de Timon (MA) vive forte insegurança

Medo: Rodoviária de Timon (MA) vive forte insegurança

É sobretudo à noite que o perigo se torna maior.

Diariamente, centenas de pessoas embarcam e desembarcam na Rodoviária de Timon. O terminal Governador Nunes Freire, localizado na Avenida Presidente Médici, em Timon, recebe em torno de 400 pessoas todos os dias. Porém, uma situação que tem deixado comerciantes e passageiros assustados é a

falta de segurança no local.

Além das linhas regulares de ônibus, o local conta com tráfego de vans, carros de linha, assim como outros transportes coletivos. Funcionando 24 horas por dia, o trânsito de pessoas é intenso, mas é sobretudo à noite que o perigo se torna maior. Rogério Linhares é comerciante no local e justifica: ?é

à noite que aumenta o fluxo e aumenta o perigo?.

?À noite o fluxo é maior e durante a madrugada é que se veem pessoas drogadas, os moradores de rua que andam por aqui e pessoas com perturbações mentais. Alguns ameaçam os passageiros e até nós mesmos, pedindo dinheiro e ameaçando. A Polícia passa uma hora ou outra, mas aqui precisamos

de segurança permanente?, explica o comerciante.

Juciê Alves é comerciante na Rodoviária de Timon desde 1983 e afirma que nos últimos anos tem constatado que muitos passageiros retornam a Teresina por causa da insegurança do local. ?Aqui faz medo ficar. Tem passageiros que vêm, mas voltam a Teresina porque não aguentam ficar, têm medo. Já chegou gente ameaçando, outros puxam até a faca e aqui fica todo mundo com medo?, afirma.

Carlos Fernando afirma que essa situação tem piorado a cada dia. ?Já houve morte por questão de droga. Nós que trabalhamos com vendas de passagens estamos o tempo todo mexendo com dinheiro e ficamos à mercê dessa situação. Eles passam o dia circulando por aí, quando é à noite vêm pedir dinheiro, tem uns que sentam do lado de passageiros e começam a aliciá-los. Ficamos à mercê de tudo isso?, lamenta.

Fonte: Virgínia Santos