Menina baleada pelo pai morre em hospital

O homem de 29 anos atirou contra a filha e depois se suicidou

Uma menina de 3 anos morreu na noite de segunda-feira na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital de Apucarana (a 369 km de Curitiba), na região norte do Paraná. Ela havia sido baleada pelo pai, no último domingo, na cidade de Marilândia do Sul.

O homem de 29 anos atirou contra a filha e depois se suicidou. Ele queria reatar com a mãe da menina, de quem estava separado há três meses. O homem ameaçou que mataria a menina e, quando a polícia chegou para negociar a situação, ele atirou contra a criança e depois se matou com um tiro na cabeça.

Ele já havia feito outras ameaças para que o relacionamento fosse reatado. No domingo, pegou a criança na casa da mãe dela, como de costume nos finais de semana. À tarde, o homem fez a nova ameaça: ligou para a mãe da menina dizendo que mataria a criança se os dois não voltassem a ficar juntos. A mulher chamou a polícia, que foi até a residência do homem.

A irmã dele tentou impedir a entrada dos policiais, que ouviram dois disparos ainda do lado de fora da casa. O pai da criança morreu na hora. A menina chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

O corpo da criança foi velado nesta terça-feira e seria enterrada ainda na noite de hoje em Marilândia do Sul. A mãe da criança estava em estado de choque.

Fonte: Terra, www.terra.com.br