Menina de 1 ano é atacada a punhaladas pelo tio; mãe e avó são usuárias de droga

Menina de 1 ano é atacada a punhaladas pelo tio; mãe e avó são usuárias de droga

Na delegacia, suspeito confessou ser responsável por um caso de homicídio praticado em Picos

Josivaldo Vitorino, 28 anos, foi preso na tarde desta sexta-feira, 10, no bairro Paraibinha, suspeito de tentar assassinar a própria sobrinha, uma criança de apenas um ano e oito meses, a punhaladas. O crime foi denunciado à polícia pela mãe da criança, Rosilene Vitorino, 23 anos.

A menina foi socorrida ainda com vida e encaminhada até o Hospital Regional Justino Luz (HRJL), em seguida foi transferida em estado grave até a capital Teresina, onde acabou passando por uma intervenção cirúrgica.

O serviço de assistência social do HRJL acionou o Conselho Tutelar de Picos sobre o caso. O conselheiro Josimar Lima, o Dunga, visitou a menina e afirmou ao Grande Picos que é provável que o intestino da criança tenha sido perfurado. ?Tive que correr atrás de uma pessoa amiga da família para tomar conta da criança em Teresina, isso para que ela fosse internada o mais rápido possível?, explicou.

A menor foi transferida para a capital por volta das 14h30.

Na delegacia, uma irmã da menina atacada, de apenas cinco anos, prestou depoimento informando que presenciou a agressão. O tio da criança confessou o crime.

De acordo com o conselheiro Dunga, a família da menor é desestruturada. A mãe, o tio e a avó da criança seriam usuários de drogas. ?Vamos fazer um relatório e comunicar ao Juizado da Infância e da Juventude solicitando que essas crianças sejam tiradas do lar em que convivem?.

A mãe da criança atacada possui três filhos, dois deles ainda não foram registrados em cartório.

FICHA SUJA

Ainda na delegacia, o suspeito confessou ser responsável por um crime de homicídio praticado há alguns anos na cidade de Picos. "O crime de uma pessoa conhecida por Raimundo do Bode. O motivo seria que a vítima estaria ameaçando a sua mãe", disse o delegado plantonista Antonio Nilton.

Josivaldo teria dado detalhes sobre a forma como matou Raimundo do Bode e informou que teria praticado o crime sozinho.

"Teve delírios mentais e acreditou que poderia agredir a criança porque nada aconteceria com ela, inclusive ele acha que não aconteceu nada com ela", comentou o delegado.

Fonte: Grande Picos