Menina de 12 anos morre após dar à luz no Iêmen. O bebê falece logo em seguida

Segundo jornal, menina foi tirada da escola aos 11 anos para se casar.

Uma iemenita de 12 anos, cuja família obrigou que se casasse, morreu de complicações pós-parto, informou neste domingo (13) o jornal "Al Thawra", que cita um comunicado de uma organização de defesa dos direitos humanos.

A Siag, que se dedica a proteger crianças, denunciou que a menor morreu na sexta-feira (11), dias após dar à luz uma criança que também faleceu. Ela foi hospitalizada num hospital da cidade de Hiya, na província de Al Hadida (norte), mas os médicos não conseguiram salvar a vida dela nem a do recém-nascido.

Segundo o site do jornal "Al Thawra", a menina foi tirada da escola quando tinha 11 anos para se casar, já que a família é pobre e o pai dela está doente. Segundo a Siag, esses casos são mais comuns do que se imagina e causam a morte de muitas adolescentes, embora não exista um registro oficial para óbitos deste tipo. A organização também criticou a ausência de leis que proíbam as autoridades locais a permitir o casamento de crianças.

Fonte: g1, www.g1.com.br