Menina de 7 anos sofre abuso pela segunda vez em menos de 5 meses

Acusado pelo crime, o segurança Wilson Fonseca dos Santos, de 32 anos, foi preso, na manhã de domingo

Pela segunda vez, num intervalo de apenas cinco meses, uma criança de 7 anos foi vítima de estupro em Imbariê, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Violentada pelo avô de uma amiga, em junho de 2012, a menina sofreu nova agressão em novembro. Acusado pelo crime, o segurança Wilson Fonseca dos Santos, de 32 anos, foi preso, na manhã de domingo, depois de ter mandado de prisão expedido no início do mês pela Justiça.


Menina de 7 anos sofre abuso pela segunda vez em menos de cinco meses

Os policiais monitoraram os passos do suspeito e o capturaram quando ele se dirigia a uma igreja evangélica. Com a Bíblia debaixo do braço, Wilson, que disse ter um tio pastor, recebeu voz de prisão pouco antes do culto de domingo.

- Era o único local em que sabíamos que ele podia aparecer, já que não tinha residência fixa - contou o delegado Hilton Pinho Alonso, titular da 62ª DP (Imbariê).

Natural de São Miguel Arcanjo, São Paulo, Wilson dos Santos estava em Duque de Caxias há dois anos. Desempregado à época do crime, ele dormia em casas de conhecidos. Na da mãe da vítima, pernoitou nos meses de outubro e novembro, quando teria obrigado a menina a fazer sexo oral.

- Fiquei sabendo do fato em dezembro por uma vizinha, a quem minha filha contou o caso. Quando o questionei, ele demonstrou cinismo: "Mas isso aconteceu com ela de novo?" - contou a mãe, de 29 anos.

Ontem, na 62ª DP, ela falou sobre o caso com a polícia, enquanto a filha assistia a animações da Turma da Mônica num computador.

De acordo com Pinho, só no ano passado foram 31 casos de estupro a vulnerável na 62ª DP, num total de 43 vítimas, todas menores.

Fonte: Extra