Menina de quatro anos morre no colo da sua mãe a tiros em frente de igreja

Assassinato desperta a fúria de moradores de Cabo Frio. Enterro ocorreu nesta quinta

Moradores do bairro Jardim Esperança, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, enterraram nesta quinta-feira sob clima de muita revolta a pequena Anny Vitória, de apenas 4 anos, morta no colo da mãe na noite de quarta-feira, quando as duas deixavam uma filial da Igreja Universal na Rua da Assembleia.


Menina de 4 anos morre no colo da m綟 em frente  igreja em Cabo Frio

Em estado de choque, a mãe de Anny, Nayane dos Santos Paixão, não conseguia acreditar na morte da filha. Durante o enterro, a todo momento dizia que levaria a menina para a escola. ?Vou arrumar as coisas dela direitinho. Amanhã (hoje), vou pôr minha filhinha para a escola?, disse Nayane ao Blog Repórter Renata Cristiane.

O crime ocorreu por volta das 21h, quando dois homens que estavam numa moto fizeram vários disparos em direção a um grupo de moradores. Além de Anny, que teve fígado, rim e baço perfurados pelos tiros, Nayane foi atingida no braço. Wellington Conceição, de 21 anos, foi ferido na coxa, e Edson Pereira, de 23, na perna.

Eles foram socorridos e levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Parque Burle, e de lá transferidos para o Hospital São José Operário, em São Cristóvão. De acordo com familiares, Anny Vitória chegou no hospital por volta das 21h, mas só foi operada durante a madrugada. A menina não resistiu aos ferimentos e à perda de sangue, e morreu.

Pouco depois dos tiros no Jardim Esperança, mais dois cabofrienses foram vítimas de duas pessoas que também estavam numa moto e fizeram disparos no bairro Peró. Identificados como Iago Machado e Lucas, foram internados no São José Operário e no Hospital Rodolpho Perissé, em Búzios, respectivamente.

Durante o dia, moradores atearam fogo em pneus na rua onde ocorreu o crime e chegaram a bloquear a Estrada Velha de Búzios. O 25º BPM (Cabo Frio) informou que os casos têm relação com disputas entre facções pelo comando do tráfico no município.

PM vai ocupar 6 comunidades

A Polícia Militar anunciou ontem que vai ocupar seis comunidades de Cabo Frio em resposta à onda de crimes que assustou os moradores na quarta-feira: Jacaré, Itajuru, Rainha da Sucata, Boca do Mato, Valão e Ponta do Ambrósio receberão o reforço de ao menos 120 policiais.

No início da noite, dois homens foram identificados como possíveis autores dos disparos. Felipe e André estariam vingando a morte de Rafael, traficante irmão de André morto em agosto numa emboscada.

Fonte: ODIA