Menina francesa de três anos sequestrada pela mãe reencontra o pai na Hungria

A polícia chegou a elas graças a informações transmitidas pela Interpol

A menina francesa Elise André, que havia sido sequestrada pela própria mãe e levada à Hungria, reencontrou seu pai, Jean-Michel André, nesta terça-feira (14) e voltou para seu país.

Ela e a mãe haviam sido achadas pela polícia húngara na segunda-feira, próximo à fronteira com a Ucrânia, e levadas a Budapeste.

A polícia chegou a elas graças a informações transmitidas pela Interpol. Sua mãe está sob custódia policial.

O caso de Elise mobilizou a França nas últimas semanas.

O pai de Elise, Jean-Michel André afirmou à polícia que, em 20 de março, foi abordado por dois homens vestidos de agentes de segurança e por uma mulher com roupas pretas e peruca, enquanto voltava de bicicleta com Elise da escola. André, que foi espancado pelos homens, diz que reconheceu a mulher e que ela seria sua ex-esposa.

A mãe da menina, Irina Belenkaya, é de origem russa. Em 2007, o pai ganhou a guarda da menina por parte da Justiça francesa. Porém, Irina fugiu com a criança para a Rússia no outono do mesmo ano.

Processos judiciais foram abertos na França contra a mãe e um mandado de captura internacional foi emitido em janeiro de 2008. No entanto, a mãe obtivera um decreto pela Justiça russa que lhe garantia a guarda de Elise.

Em setembro de 2008, o pai da menina conseguiu a extradição da filha, após procedimentos internacionais de mediação familiar.

O ministério russo de Relações Exteriores informou nesta terça que vai insistir para que a mãe russa tenha garantida a custódia da menina. O ministro Sergei Lavrov disse que as autoridades húngaras agiram "rápido demais" no caso.

Fonte: g1, www.g1.com.br