Menina muda versão e descarta estupro em vídeo divulgado

No primeiro depoimento a adolescente contou que teria tomado uma bebida.

A delegada Bianca Laudau Braille, da Delegacia de Proteção à Mulher em Santa Luzia, região metropolitana de Belo Horizonte, disse que a polícia descartou ter havido estupro no caso da adolescente de 15 anos que foi filmada durante relação sexual com quatro homens, dois deles adolescentes e dois adultos. O vídeo foi divulgado em uma rede social na semana passada e em seguida excluído pelo usuário. A estudante deixou de ir à escola desde que as imagens foram divulgadas.

A delegada informou, por meio da assessoria de comunicação da corporação, que a estudante confessou em depoimento que consentiu a relação sexual e também a gravação feita no mês passado. A jovem teria dito ainda que já havia se relacionado com o grupo outras vezes anteriormente.

No primeiro depoimento a adolescente contou que teria tomado uma bebida na casa de um dos jovens e a partir deste momento não se lembrava de mais nada. Na segunda vez que foi ouvida ela mudou a versão. A estudante chegou a passar por exames médicos para tentar confirmar se houve o estupro ou sexo consensual e a ingestão de alguma substância. O vídeo também já encaminhado para perícia no Instituto de Criminalística.

A delegada informou ainda que outros vídeos com outras mulheres mantendo relações sexuais com o grupo foram encontrados no computador de um dos homens. Segundo ela, as mulheres foram identificadas e todas seriam maiores de idade. No caso da estudante, a polícia tem 30 dias para concluir o inquérito e apontar se houve algum crime.

Fonte: Terra