Menina perde rim após ser espancada por duas colegas no DF

As três adolescentes estudam na mesma turma de uma escola pública do Gama

Uma aluna de uma escola do Gama, cidade próxima a Brasília, foi agredida na última terça-feira (25) por duas colegas em uma emboscada a 200 metros do colégio. A surra foi tão violenta que a garota foi encaminhada ao hospital. Ela perdeu um dos rins, já passou por uma cirurgia e continua internada.

As três adolescentes estudam na mesma turma de uma escola pública do Gama. A vítima, de 15 anos, é conhecida por ser boa aluna e querida pelos colegas. A rixa teria começado em abril, quando ela ajudou uma amiga que estava sendo agredida por duas adolescentes. As mesmas que esperaram pela vítima na emboscada a 200 metros da porta da escola.

?Uma segurava e a outra pisava no estômago dela. Portanto, a minha sobrinha perdeu um rim e parte do fígado. Deu início de hemorragia?, conta o tio da vítima, Araílson Santos.

A adolescente está internada no Hospital Regional do Gama. Apesar da lesão grave no fígado, a direção do hospital afirma que o quadro clínico é estável, sem risco de morte. As duas agressoras foram suspensas. Elas voltam às aulas na próxima segunda-feira (31).

?Mesmo que não seja uma agressão dentro da escola, fica difícil elas permanecerem juntas. São alunas da mesma turma. Então, a gente vai tentar com a DRE (Diretoria Regional de ensino) fazer uma transferência dessas alunas para outra unidade de ensino, para que assim elas tenham uma vida escolar normal?, explica o diretor da escola, Luiz Antônio Ferminiano.

A polícia investiga se as agressoras fazem parte de gangues. As duas foram encaminhadas para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) e já foram liberadas.

Fonte: g1, www.g1.com.br