Menino achado morto em geladeira teria pedido para morar em abrigo

De acordo com populares, a mãe e o padrasto foram para a África.

Um menino, de oito anos, foi encontrado morto dentro de uma geladeira em um apartamento no centro de São Paulo, por volta das 18h30 da última sexta-feira (04/09). O caso chocou o Brasil e deixou moradores perplexos. A professora do garoto que esteve presente em todos os momentos da investigação chegou a dizer que o garoto teria pedido para morar em um abrigo após sofrer várias agressões.

Após a morte, o corpo do menino ainda não foi reconhecido e se encontra no IML (Instituto Médico Legal) esperando a presença de parentes para a liberação.

Segundo informações de uma testemunha, a mãe e o padrasto do garoto fugiram para Tanzânia, na África. De acordo com a professora, o garoto já teria ido para a escola diversas vezes com marcas de agressões e por conta disso os pais foram denunciados para o conselho tutelar. A criança foi levada para um abrigo mas um mês depois voltou para casa onde continuou a sofrer as agressões. O menino tinha chegado a pedir para voltar para o abrigo, mas não foi atendido.

Segundo moradores dos arredores, o casal deixou a casa no início da última semana e até agora não sabem onde estão. Pessoas protestaram contra o casal com frases coladas na porta do comércio do casal.

Image title

Image title

Image title


Fonte: Com informações do R7