Menino de oito anos morre com um tiro de espingarda

A delegada informou que o menino de 13 anos prestou depoimento acompanhado dos pais

Um menino de 8 anos morreu na noite de quinta-feira ao ser atingido por um tiro no rosto enquanto brincava com o irmão de 11 anos e um vizinho de 13, num sítio em Camaquã, interior do Rio Grande do Sul. Vizinhos ouviram o disparo e chamaram a polícia. Segundo a delegada Karoline Calegari, o vizinho adolescente admitiu na delegacia ter disparado a espingarda calibre 12 acidentalmente enquanto a mostrava ao garoto, que morreu na hora.

Segundo os relatos, as crianças brincavam na rua, na localidade de Passo D"Amora, zona rural do município. Elas teriam entrado na casa onde vive o menino de 13 anos por volta das 20h30, quando viram algumas armas. Segundo o irmão da vítima, elas estavam encostadas na parede. Os moradores da casa negam, alegando que elas ficavam guardadas dentro de um armário. As armas pertenciam ao dono da residência, onde o pai do adolescente trabalha como caseiro.

A delegada informou que o menino de 13 anos prestou depoimento acompanhamento dos pais e conselheiros tutelares. Existe a preocupação de não causar mais traumas ao garoto. "O fato em si já é danoso para o adolescente. Ele foi liberado sob o compromisso dos pais de apresentá-lo para ao Ministério Público quando for chamado", disse.

O Departamento de Criminalística de Pelotas foi chamado e já realizou a análise do local do incidente. O corpo foi levado para o Departamento de Medicina Legal.

Fonte: Terra, www.terra.com.br