Menino de três anos é ferido em tiroteio

O quadro de saúde de Luan é estável, mas ainda não há previsão de alta

O menino Luan da Silva Teixeira, de 3 anos, que foi ferido durante um tiroteio na noite de sábado (29), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, não precisará passar por cirurgia, segundo a Secretaria municipal de Saúde.

Luan continua internado no Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio. Ele foi ferido no cóccix por estilhaços de uma bala. Ao contrário do que foi divulgado anteriormente, a bala não ficou alojada no corpo do menino e por isso não haverá necessidade de cirurgia.

Segundo a Secretaria, o quadro de saúde de Luan é estável, mas ainda não há previsão de alta. Ele também foi ferido na perna.

Além de Luan, seu irmão, Jorge Henrique da Silva Teixeira, de 13 anos, também foi ferido no confronto. Ele foi atingido no braço, mas foi atendido no Hospital Moacyr do Carmo e liberado em seguida. Na troca de tiros, quatro homens morreram.

O tiroteio

Segundo a Polícia Militar, os irmãos de 3 e 13 anos estavam na rua quando bandidos armados de fuzil chegaram em dois carros e desceram atirando. O crime ocorreu perto da Praça Doutor Laureano, em Caxias, por volta das 18h30 de sábado (29).

Polícia investiga autores do ataque

Nesta segunda-feira (31), investigadores da Polícia Civil ainda tentam identificar os autores do ataque. Dois dos suspeitos seriam matadores da região. Ainda segundo inspetores da 59ª DP (Duque de Caxias), entre os mortos não haveria policiais e apenas um teria passagem pela polícia, por ameaça.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura de Caxias, três homens já chegaram mortos ao hospital. Um quarto ferido chegou a passar por cirurgia, mas não resistiu.

Fonte: g1, www.g1.com.br