Menor acusado de matar criança com jet ski deve ir depor hoje

Menor acusado de matar criança com jet ski deve ir depor hoje

Garoto de 14 anos e seus pais devem prestar depoimento nesta quinta.

A polícia deverá ouvir nesta quinta-feira (23) os envolvidos na morte da criança de 3 anos, atropelada por um jet ski durante o carnaval em Bertioga, no Litoral Norte de São Paulo. Os depoimentos estão previstos para começar por volta das 11h. No fim da tarde, o garoto de 14 anos, suspeito de pilotar o equipamento no momento do acidente, deverá depor perto das 16h.

Os pais do adolescente e o dono do equipamento também serão ouvidos. A princípio, oito testemunhas também deverão ser ouvidas.

O advogado José Beraldo, que defende os interesses da família da vítima, diz que vai pedir indenização e a internação do menor na Fundação Casa. O advogado da família do suspeito, por sua vez, disse que o menor não pilotava o jet ski, que ele só deu a partida sem saber como funcionava o equipamento.

O acidente aconteceu no sábado (18) de carnaval, na praia de Guaratuba, em Bertioga. Segundo testemunhas, o adolescente pilotava o jet ski em alta velocidade quando atingiu Grazielly Almeida Lames, de 3 anos. Ela brincava na areia perto da mãe e foi socorrida pelo helicóptero da Polícia Militar, mas já chegou sem vida ao Hospital Municipal de Bertioga.

Segundo o delegado Marcelo Rodrigues, foi instaurado inquérito para apurar homicídio culposo (sem intenção de matar). Caso fique comprovado que algum adulto autorizou o adolescente a guiar o jet ski, ele poderá responder ao crime por ter assumido o risco de matar ao permitir que um menor de idade pilotasse a embarcação.

Como é menor de 18 anos de idade, o garoto poderá responder a um ato infracional pela morte de Grazielly, segundo determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Fonte: G1