Menor é suspeito de ter empurrado homem da Pedra da Gávea, diz família

De acordo com mãe, Marcia Valentina Vieira, o menor é suspeito de empurrar João do alto do ponto turístico

A mãe de João Marcello Vieira Lago, de 27 anos, encontrado morto no sábado (5), disse, nesta segunda-feira (7), que a polícia acredita que um menor de 12 anos ? acolhido por João ? é o principal suspeito da morte do filho. João Marcello morreu após cair da Pedra da Gávea, na Zona Sul do Rio.

O corpo foi resgatado por bombeiros no sábado. Procurada pelo site, a Polícia Civil informou que o caso está sob sigilo e não deu detalhes da investigação.

De acordo com mãe, Marcia Valentina Vieira, o menor é suspeito de empurrar João do alto do ponto turístico para roubar o celular e a bicicleta dele.

João tinha levado os dois menores, moradores de rua, para sua casa havia duas semanas e os tratava como se fossem da família. Ele morava com a mãe na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade.

De acordo com Marcia, a polícia faz buscas pelo menor de 12 anos. Até as 14h desta segunda, ele não havia sido localizado. O outro menino, mais novo, não é apontado como suspeito, ainda segundo a mãe de João Marcello. Ele teria, inclusive, devolvido a bicicleta roubada à família.

Abalada, a mãe se disse surpresa com o desfecho da história que começou com um ato de caridade de João Marcello. No entanto, Marcia contou que já havia alertado o filho sobre o perigo de acolher dois meninos desconhecidos em sua própria casa.

"Ele dizia que era o pai dos garotos, e eu dizia que não é assim que se cria. Ele levou os dois para dentro de casa. Falei que deveríamos ajudar, mas não desta forma. Mas jamais pensei que ele [o menor de 12 anos] ia ter essa maldade de fazer o que fez", disse a mãe na porta da 16ª DP (Barra da Tijuca), onde o caso está sendo investigado.

Carinho de pai

Em sua conta no Instagram, João Marcello chegou a publicar uma foto dos meninos dentro da casa dele, deitados no sofá. Na legenda, João escreveu: "Só mlk (sic) bonito, meus filhos!".

Há ainda um vídeo em que os meninos aparecem fazendo uma refeição na cozinha. João pergunta na gravação: "Fala aí, tá boa a comida?" O menino de 12 anos responde: "Tá o bicho". O outro, mais novo, confirma: "Tá mais do que boa. O bicho!"

Na legenda do vídeo, o próprio João Marcello explica como conheceu os meninos, que costumam ficar na Praça do Ó, na Barra da Tijuca.

"Esses dois passam uma ou duas semanas na rua e voltam pra suas casas, conheci eles a um tempo lá na praça do ó. (...) Ontem vi os dois lá no koni uma hora da manhã e sabia q eles iam dormir na rua, chamei aqui pra casa, dormiram igual pedra até meio-dia, acordaram viram desenho e foram a piscina, eu me vi neles quando era pequeno e ia viajar pra casa de praia de algum amigo. Já almoçaram e agora vou levá-los para dar um tibum na água do mar! queria poder pagar um colégio bom pra eles. Amém (sic)".

Amigos de João deixaram vários comentários nas fotos. Alguns revoltados com a suspeita de que um dos menores o teria empurrado da Pedra da Gávea. Outros apenas lamentando a perda do amigo. "Eh um anjo que vai iluminar todos lá de cima, cara humilde, de coração enorme. Saudades eternas (sic)", disse um amigo.


Menor é suspeito de empurrar homem da Pedra da Gávea, diz família

Menor é suspeito de empurrar homem da Pedra da Gávea, diz família

Fonte: G1