Menores denunciam estupro coletivo cometido por 20 homens em Minas

As garotas foram abordadas na rua, dopadas e mantidas reféns

Duas adolescentes de 14 e 15 anos fazem denúncia de estupro coletivo no sul de Minas Gerais. As meninas teriam sido mantidas por 20 suspeitos em cárcere privado e obrigado a manter relações com os bandidos. A polícia investiga o caso e já prendeu quatro menores por envolvimento no crime.

A mãe das jovens procurou a polícia e relatou que a filha de 15 anos ficou desaparecida por três dias sem dar notícia e que quando ela retornou olhou o telefone celular dela e descobriu que ela havia sido violentada. 

Segundo a polícia as garotas ficaram trancadas em uma casa pertencente a um dos suspeitos e a investigação revelou que elas foram levadas até lá após serem dopadas.

A mãe de uma das adolescentes ao depor contou que as meninas foram abordadas por homens armadas ao caminhar na rua e disse que sua filha havia listado mais de 20 homens de supostos estupradores. Disse ainda que a filha está traumatizada desde que foi libertada. "O trauma é para o resto da vida, ela nem está comendo direito."

Durante buscas pelos suspeitos, houve troca de tiros no bairro Jardim das Oliveiras. Após o tiroteio, quatro pessoas foram detidas, todas menores de idade.

As vítimas passaram por exames de corpo delito e o delegado responsável pelo caso aguarda o resultado dos laudos para dar continuidade nas investigações.

Fonte: r7