Menores são detidos suspeitos de usarem granada em arrastão

Alguns objetos levados, como dois carros e um relógio Rolex foram recuperados e devolvidos aos seus donos.

Dois adolescentes de 17 anos de idade foram apreendidos neste domingo (1º) pela Polícia Militar por suspeita de usarem um carro, armas e uma granada numa onda de roubos a motoristas em semáforos da Zona Sul de São Paulo. O arrastão começou na noite de sábado (31) em ruas próximas a região do Jabaquara. Até esta tarde, três vítimas haviam reconhecido os assaltantes no 16º Distrito Policial, na Vila Clementino, onde os casos estavam sendo registrados. Alguns objetos levados, como dois carros e um relógio Rolex foram recuperados e devolvidos aos seus donos.



Pelo fato de serem menores de 18 anos de idade, os jovens apreendidos deverão ser levados para a Fundação Casa (extinta Febem), onde deverão cumprir medidas sócio-educativas. Outros membros da quadrilha estão sendo procurados.

De acordo com o sargento da PM David Gomes, os adolescentes, juntamente com mais três comparsas, começaram os roubos em série na noite de sábado, quando abordaram um empresário no sinal vermelho. Os policiais chegaram aos jovens após uma das vítimas telefonar para o número 190 da Polícia Militar.

?O carro dos bandidos, um Hyundai i30 roubado, estava na frente do da vítima, que parou atrás. Os bandidos desceram armados e o ameaçaram com a granada, dizendo que iriam explodir tudo se ele não desse o relógio e o carro?, disse Gomes, que ainda não localizou o veículo roubado. Ele não soube informar se os outros membros do bando são adultos ou adolescentes.

O segundo ataque já ocorreu no início da madrugada deste domingo, segundo a PM. Os adolescentes usaram novamente o Hyundai para roubar um Chevrolet Astra num sinal. ?Eles disseram que iriam me explodir se eu não entregasse tudo o que tinha para eles?, disse um jornalista de 24 anos, que chegou descalço à delegacia, onde recuperou até os tênis roubados pelos adolescentes. O carro dele foi encontrado batido num poste.

O terceiro roubo atribuído aos adolescentes ocorreu no início desta manhã. Um médico de 26 anos iria dar plantão de 24 horas num hospital, quando parou seu carro, um Honda Civic, atrás do Astra roubado do jornalista num semáforo. Ele contou que os dois garotos saíram com a granada na mão dizendo que iriam explodir nele se não desse o automóvel e seus pertences. Feito isso, os adolescentes se dividiram e fugiram com o carro do médico. O veículo foi achado abandonado na Zona Sul horas depois.

Os dois adolescentes acabaram presos por policiais militares que receberam a denúncia e iniciaram uma perseguição ao Astra onde estavam os dois menores. Um dos jovens que dirigia o carro perdeu o controle do veículo e bateu num poste, segundo o sargento Gomes.

?Dentro do Astra roubado achamos a granada usada por eles. No braço de um dos menores estava o Rolex roubado do empresário. Havia uma gravação no relógio que ajudou a vítima a reconhecer o objeto roubado. Peço para que mais vítimas dos adolescentes procurem à polícia para reconhecer os assaltantes?, disse o PM Gomes.

A granada encontrada no Astra foi fotografada pela Polícia Civil dentro do automóvel. Durante esta tarde, o esquadrão de bombas do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da PM foi ao local onde a granada foi achada no carro para apreendê-la com segurança. Não há informações sobre seu poder de detonação. Policiais iriam analisar se o artefato explosivo seria uma bomba de fumaça de efeito moral para contenção de disturbios urbanos.

Fonte: G1