Detentos fogem da Major César na madrugada, fazem roubos e voltam para celas

Detentos fogem da Major César na madrugada, fazem roubos e voltam para celas

O diretor do presídio tomou conhecimento do caso e já transferiu os presos

Morar em um sítio sempre foi sinônimo de tranquilidade. Esse conceito vem mudando para alguns moradores consideram que essa paz se transformou em tensão e preocupação em razão dos vários assaltos que vêm ocorrendo na zona rural de Teresina, Altos, José de Freitas e Beneditinos, que acumulam ocorrências diárias de violência.

Nos povoados Mucuim e Bela Vista, na divisa de Teresina com o município de Altos, a situação ainda é mais dramática. Dificilmente um morador ainda não tenha sido vítima da ação de bandidos.

O que ninguém esperava era que os próprios moradores começassem a prender os marginais, que oficialmente já estavam presos. Trata-se de detentos da penitenciária Major César de Oliveira que fogem do presídio durante a madrugada, praticam os crimes e voltam para as celas antes do amanhecer.

A ação dos bandidos vem expulsando moradores das suas chácaras e sítios, que hoje estão à venda por valores bem abaixo do mercado. Uma mulher abandonou sua casa para morar fora e somente volta ao local acompanhada de um primo.

No povoado Mucuim, há diversos relatos de moradores que contam histórias de assaltos ou arrombamentos. Em um comércio, que fica na comunidade, bandidos assaltaram e levaram quase tudo. O proprietário, conhecido por Antonio, afirma que quatro homens em duas moto levaram dinheiro do estabelecimento. ?Eles chegaram para comprar gasolina e levaram todo o meu dinheiro. Eles andavam em duas motos?

Para evitar os assaltos, os moradores encontraram duas alternativas: acorrentar os objetos e também se revezar em vigília noturna. ?A gente tem que vigiar a comunidade porque senão eles entram e fazem o assalto. Eles são muito violentos. A minha tia foi assaltada bem pertinho da Major César?, disse uma moradora do povoado, conhecida por Alaíde.

Recentemente aconteceu uma reunião dos moradores com o diretor da penitenciária e ?ficou decidido que ele iria providenciar ajeitar a Major César, mas que não podia fazer nada em relação a essa situação?, ratifica.

Dentro da penitenciária todos sabem das ações dos assaltantes, mas o assunto é proibido. Quem denunciar o caso pode correr até mesmo risco de morte. ?A Direção do presídio já tomou conhecimento do problema e detectou 10 detentos assaltantes, que já foram transferidos para outros presídios do Piauí.

Fonte: Denison Duarte