Moradores ateiam fogo em ônibus em São Paulo

A polícia usou balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes

Noite de protestos em Cidade Tiradentes, na Zona Leste de São Paulo. Moradores inconformados com a desocupação de algumas casas atearam fogo em pneus e entraram em confronto com a polícia. Os manifestantes soltaram bombas e chegaram a bloquear a Estrada Iguatemi. A Tropa de Choque foi chamada.

A polícia usou balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes. Um ônibus que estava quebrado também foi incendiado. Segundo a polícia, o motorista e a cobradora estavam dentro do ônibus esperando o mecânico, quando vários homens vieram correndo e atearam fogo no veículo. Os dois tiveram que correr para se salvar.

A confusão começou depois que os moradores resolveram protestar contra a desapropriação de 21 casas atingidas por deslizamentos de terra. Durante a madrugada desta quinta-feira (7), os manifestantes atearam fogo na borracharia que fica no terreno que desmoronou. As labaredas atingiram outra casa e os moradores tiveram que ser retirados às pressas pela Polícia Militar.

Os vizinhos se mobilizaram para desmontar um barracão de madeira e evitar que o fogo se espalhasse. Os bombeiros precisaram de uma hora e meia para controlar o fogo. A PM passou o resto da madrugada fazendo rondas no bairro para evitar novos protestos.

Na manhã desta quinta-feira (7), a situação era mais tranquila na região. Era possível ver, no entanto, nas ruas do bairro as marcas deixadas pelo protesto. Segundo o subprefeito de Cidade Tiradentes, Renato Barreiros, as famílias devem ser cadastradas para receber ajuda social.

Fonte: g1, www.g1.com.br