Morre adolescente de 15 anos que foi baleado na porta de uma boate por um policial

Morre adolescente de 15 anos que foi baleado na porta de uma boate por um policial

Ele foi ferido por PM que fazia bico de segurança, diz polícia

O adolescente Edmar Lopes Júnior, de 15 anos, que foi baleado por um policial militar na madrugada deste sábado (23), morreu na Santa Casa de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. A morte aconteceu na noite do sábado.

O jovem será enterrado às 17h deste domingo (24), no Cemitério da Saudade. Edmar foi baleado durante um tumulto no banheiro da casa noturna, que funciona no prédio da Associação de Aposentados e Pensionistas, no bairro de Campos Elíseos. De acordo com a Polícia Civil, o tumulto ocorreu por volta das 3h, quando objetos foram quebrados no banheiro.

O jovem não estava envolvido na confusão, contida pelos seguranças com gás pimenta. Um dos vigias, um soldado da PM que fazia bico, teria dado dois tiros, sendo que um deles atingiu o jovem. O PM foi preso trabalhando e levado, sem farda, para a delegacia. Segundo a polícia, ele confessou ter atirado, mas disse que foi um acidente. As pistas para a polícia chegar até o soldado foram o carro usado na fuga e as imagens gravadas pelas câmeras que ficam no posto em frente à boate.

Há seis anos, o soldado faz parte da corporação de São Simão. Agora, ele poderá ser punido e até expulso da PM. “Já está sendo aberta uma sindicância para apurar, já que existe essa proibição”, afirmou o major Francisco Mango Neto. A Corregedoria da PM abriu um inquérito para apurar o caso. O soldado foi levado para o presídio da Policia Militar Romão Gomes, na Zona Norte em São Paulo.

A boate foi apedrejada. Horas depois do crime, havia garrafas de bebida alcoólica e cápsulas de cocaína espalhadas fora da casa noturna. Revolta Andréia de Morais Lopes, mãe do adolescente morto, espera que o policial seja punido. “Ele com policial pode sair atirando onde só tem menores?”, questionou revoltada.

Fonte: g1, www.g1.com.br