Morre mulher de 24 anos que teve o corpo incendiado pelo ex-marido

A jovem ficou internada durante 33 dias com queimaduras graves em 50% do corpo

Débora Cristina Silva Campanha, de 24 anos, que teve metade do corpo incendiado pelo ex-marido no dia 2 de junho, morreu nessa quinta-feira (4), no Hospital João 23.

A jovem ficou internada durante 33 dias com queimaduras graves em 50% do corpo e seu organismo não conseguiu se recuperar dos danos causados. Ela foi atacada pelo ex-marido na porta de sua casa, por ter decidido terminar o relacionamento, de cerca de 12 anos.

O enterro da jovem será nesta sexta-feira (5) em Pará de Minas, na região central do Estado. Enquanto esperavam pela liberação do corpo do IML (Instituto Médico Legal), os familiares de Débora se emocionaram. Raimunda Aparecida da Silva, mãe da vítima, demonstrava dor.

? É uma dor que sangra. Eu preferia que fosse eu no lugar dela.

O pai da jovem aproveitou para fazer um apelo a outras mulheres.

? Às mulheres que estão sofrendo tanto aí hoje, [peço] que elas não tenham medo de denunciar. É muito triste ver uma menina jovem e bonita, com toda vida pela frente, terminar numa tragédia assim.

Fabrício de Paula Campanha, de 36 anos, acusado do crime, está preso em Pará de Minas. Segundo a mãe da vítima, ele teria "fumado 30 reais" no dia do atentado.

Fonte: r7